Como abrir uma fintech e ter sucesso com sua startup

como abrir uma fintech1

Quer saber como abrir uma fintech e empreender em um dos segmentos mais promissores do mercado de startups?

O espírito é o mesmo de toda startup: começar um negócio inovador em um cenário de incertezas. 

Mas poucas áreas são tão valorizadas quanto a das startups financeiras, que não param de crescer e atrair rodadas de investimentos.

Por isso, vamos ensinar como abrir uma fintech e aproveitar essa onda de sucesso neste ecossistema.

Leia com atenção e entenda os desafios e oportunidades desse segmento. 

Como abrir uma fintech: passo a passo

Aprender como abrir uma fintech é o ponto de partida para empreender nesse segmento com alto potencial de crescimento.

Acompanhe nosso passo a passo:

1. Estude a fundo o mercado

O primeiro passo para abrir uma fintech é estudar a fundo esse mercado e entender seus desafios e oportunidades.

Hoje, existem 1.158 fintechs no país, segundo dados do Distrito Dataminer publicados no Valor Econômico em 2021. 

Logo, para conseguir um espaço nesse segmento é preciso conhecer a concorrência e ter um bom diferencial. 

Lembre-se de pesquisar sobre seus potenciais concorrentes e também estudar os maiores cases de sucesso, como os unicórnios Nubank e Stone

2. Identifique uma oportunidade

O mercado de fintechs está cheio de oportunidades, pois é um ecossistema baseado em inovação e com grandes perspectivas para o futuro.

Mas, para ter sucesso com sua startup de finanças, você precisa encontrar uma demanda não atendida e gerar valor para seus clientes de forma única.

Pense nas maiores fintechs do Brasil, que se basearam nas insatisfações dos clientes bancários para criar produtos e serviços inovadores.

O que você precisa fazer é encontrar uma brecha no segmento e oferecer uma solução diferenciada, que resolva um problema específico do seu público-alvo. 

E lembre-se: nem sempre é preciso reinventar a roda, pois muitas fintechs alcançaram o sucesso com produtos tradicionais oferecidos de forma inovadora (ex: contas digitais e cartão de crédito sem anuidade).

3. Conheça o ambiente regulatório

No caso das fintechs, é importante conhecer muito bem o ambiente regulatório antes de abrir o negócio, pois as exigências vêm aumentando.

No Brasil, as fintechs estão regulamentadas desde abril de 2018 pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), por meio das resoluções 4.656 e 4.657.

Para operar no segmento de crédito, por exemplo, é preciso constituir uma Sociedade de Crédito Direto (SCD) ou uma Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP).

4. Escolha uma categoria

Com o avanço do ecossistema de fintechs, surgiram várias categorias para empreender no segmento.

Confira alguns exemplos:

  • Bancos digitais e contas digitais
  • Carteiras digitais (e-wallets)
  • Câmbio
  • Corretoras de criptomoedas
  • Cartões de crédito e pré-pagos
  • Negociação de dívidas
  • Meios de pagamento 
  • Infraestrutura e open banking
  • Serviços de crédito (empréstimo, antecipação, consórcios, etc.)
  • Contabilidade e gestão financeira
  • Educação financeira
  • Gestão de finanças pessoais
  • Análise de risco e compliance
  • Gestão de investimentos.

Cabe a você decidir em qual área atuar de acordo com seus objetivos e experiência

5. Decida como captar recursos

O investimento inicial de uma fintech pode ser alto, dependendo da infraestrutura tecnológica, equipamentos e pessoal necessário.

Por isso, a maioria das startups desse segmento já começa com um bom plano para captar recursos de investidores.

Você pode até apostar no bootstrapping (financiamento com capital próprio) para iniciar as atividades, mas é melhor buscar um investidor-anjo ou oportunidades no venture capital se quiser crescer rapidamente. 

Veja também quanto custa abrir uma fintech para se planejar melhor e começar com fôlego no caixa. 

6. Crie um plano de negócio

Como em toda startup, você precisa de um bom plano de negócio para se aventurar em um mercado repleto de incertezas.

Temos um artigo completo sobre plano de negócios para startups e outro focado na estratégia go to market, para você poupar tempo.  

7. Formalize seu negócio

Por fim, com o plano de negócio pronto, você já pode formalizar sua fintech e iniciar as atividades.

Um contador com experiência no segmento saberá orientar você sobre a natureza jurídica e regime tributário mais adequados para abrir a startup.

Assim, você terá um negócio regularizado pagando o mínimo de impostos. 

Por que abrir uma fintech é uma boa ideia de negócio?

As fintechs são a linha de frente das startups no Brasil e só tendem a crescer nos próximos anos.

Em 2020, o número de fintechs aumentou 28%, segundo a pesquisa Radar Fintechlab.

Além disso, as fintechs brasileiras receberam mais de US$ 517 milhões em aportes no primeiro trimestre de 2021, segundo dados divulgados pelo Distrito Dataminer no Valor Econômico.

Com a chegada do open banking, o ambiente ficará ainda mais favorável para as startups financeiras, que poderão concorrer de igual para igual com os grandes bancos.

Então, este é o momento de abrir uma fintech e aproveitar a onda de oportunidades do segmento. 

Olho nos desafios comuns a toda fintech

Além das oportunidades, você também vai deparar com muitos desafios depois de abrir a sua fintech.

Para começar, a contabilidade pode ser bastante complexa, pois existem normas fiscais específicas para instituições financeiras que podem se aplicar à empresa.

Por exemplo, em vários casos é preciso apresentar demonstrativos contábeis no modelo exigido pelo Banco Central.

Em fintechs de crédito, as regras também são muito particulares, e incluem a inversão de conceitos contábeis básicos (ex: empréstimos são ativos e não passivos na contabilidade).

Além disso, a fintech precisa de uma excelente gestão financeira para controlar todas as entradas e saídas, acompanhar os KPIs e garantir os lucros.

Felizmente, existe a Comece Com o Pé Direito para oferecer serviços contábeis e financeiros pensados sob medida para quem quer abrir uma fintech.

Nossas soluções são adaptadas ao ritmo das startups, com o apoio da tecnologia e foco no crescimento rápido do seu negócio. 

Entendeu como abrir uma fintech e ter sucesso nesse segmento?

Então, conheça melhor nossos serviços para começar do jeito certo.

Related Posts

Leave a Reply