Diferença entre Lucro e Fluxo de Caixa: o X da questão financeira

Lucro e Fluxo de Caixa0

Você sabe a diferença entre lucro e fluxo de caixa ou ainda olha apenas para o saldo atual da sua empresa? 

Muitos empreendedores, especialmente os iniciantes, confundem esses dois indicadores financeiros e acabam considerando apenas a quantia disponível em caixa.

O problema é que muito dinheiro é movimentado na empresa ao longo do mês, e só é possível saber se há lucro ou prejuízo com um relatório mais detalhado de todas as receitas e despesas. 

Se você souber a diferença entre lucro e fluxo de caixa, terá um diagnóstico real da saúde financeira do seu negócio — do contrário, poderá se enganar e até se endividar. 

Esse foi o assunto da nossa live “Lucro x Caixa: diferenças fundamentais na hora de empreender”, transmitida em novembro de 2020 no canal da Comece com o Pé Direito e agora disponível para você neste artigo.

Continue lendo e entenda essa diferença de uma vez por todas.

Diferença entre lucro e fluxo de caixa: conceitos

Entender a diferença entre lucro e fluxo de caixa é obrigatório para todo empreendedor, pois é parte essencial de uma gestão financeira eficiente.

Para começar, vamos explicar o que significa cada um desses conceitos.

Lucro

Falando de modo simples, o lucro é a diferença entre os recursos gerados pela empresa com suas atividades e os custos e despesas necessários para suas operações. 

Quando a diferença é positiva, o lucro se realiza e cumprem-se os fins lucrativos do negócio — ou seja, sobra dinheiro para o bolso do empreendedor, sócios e acionistas. 

Quando a diferença é negativa, significa que a receita gerada pela empresa não é suficiente para cobrir os custos e ainda gerar lucros, configurando um prejuízo no resultado final. 

Agora, se a receita for igual aos custos/despesas, dizemos que a empresa alcançou seu ponto de equilíbrio: um momento em que o negócio gera recursos suficientes para bancar os gastos, mas ainda não dá lucro.

Lembrando que estamos falando do lucro líquido da empresa, ou seja, o dinheiro que sobra depois de descontar os custos de produção, todas as despesas operacionais e também os impostos.

Se deduzirmos apenas os custos de produção (Ex: produtos comprados de fornecedores para revenda, insumos, mão de obra, etc.), temos o lucro bruto, que não leva em conta os gastos com a operação da empresa e impostos.

Obviamente, todo empreendedor tem o lucro como um dos principais objetivos do negócio, e a lucratividade está no topo dos critérios que tornam uma empresa atrativa no mercado. 

Fluxo de caixa

fluxo de caixa é a dinâmica de entradas e saídas do caixa do negócio.

No caso, as entradas são recebimentos (dinheiro das vendas, duplicatas, rendimentos de aplicações, etc.) e as saídas são pagamentos (pagamento de fornecedores, contas de consumo, empréstimos, folha de salários, etc.).

Para fazer o controle financeiro da empresa, é preciso acompanhar de perto esse fluxo e registrar cada receita e despesa do negócio, mantendo todos os dados organizados em relatórios e projeções.

Ao longo do mês, muito dinheiro é movimentado no caixa da empresa, mas o que realmente interessa é o saldo final dessas transações. 

Por isso, não basta olhar para o dinheiro disponível em caixa: é preciso considerar todo o ciclo financeiro do negócio e enxergar o resultado final. 

Importância de saber a diferença entre lucro e fluxo de caixa

Saber a diferença entre lucro e fluxo de caixa é a única forma de conhecer de fato a situação financeira da sua empresa.

Como vimos, o saldo em caixa não diz muito sobre o desempenho da empresa e sua capacidade de gerar lucro.

Se você olhar apenas para o fluxo de caixa, não terá como saber se o negócio está realmente rendendo dinheiro ou se os custos estão consumindo toda a sua receita. 

Mesmo que haja um bom dinheiro disponível hoje, os próximos lançamentos de contas a pagar do mês podem deixar o caixa no vermelho. 

Um exemplo clássico é que a empresa pode estourar de vender e continuar no prejuízo, se os custos e despesas estiverem muito altos e o faturamento não for suficiente para cobrir esses gastos. 

Por isso, o segredo da gestão financeira é fazer uma análise conjunta de indicadores econômico-financeiros, em vez de olhar apenas para um ou outro indicador. 

Problemas mais comuns ao confundir lucro e fluxo de caixa

Desconhecer a diferença entre lucro e fluxo de caixa pode trazer consequências sérias para o seu negócio.

Veja os principais problemas que essa confusão causa. 

Falso diagnóstico financeiro

Micro e pequenos empreendedores costumam se preocupar só com o caixa, como se ter dinheiro disponível imediatamente fosse o indicador mais importante de saúde financeira.

Mas o que realmente importa é o lucro contabilizado nos demonstrativos, que leva em conta todas as movimentações da empresa no período — ou seja, o resultado final de suas entradas e saídas.

Para saber como andam as finanças da empresa, é fundamental avaliar relatórios como balanço patrimonial, DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício) e fluxo de caixa combinados. 

Se o empresário insistir em considerar apenas o caixa, terá um diagnóstico equivocado da posição financeira da empresa. 

Endividamento

Se o empreendedor se deixar levar pelos resultados superficiais do caixa e não perceber que o negócio está dando prejuízo, a consequência pode ser o endividamento.

Isso acontece porque, quando falta capital para cobrir os custos, o empreendedor costuma recorrer ao crédito (empréstimos bancários para capital de giro). 

Em vez de contrair dívidas e pagar juros, o correto é fazer um diagnóstico completo dos resultados da empresa e tomar atitudes como reduzir custos ou aumentar as vendas.

Dificuldades para atrair investidores

Os investidores consideram uma série de critérios e indicadores financeiros para decidir onde aplicar seu dinheiro.

Se o empreendedor não souber a diferença entre lucro e fluxo de caixa no seu negócio, dificilmente conseguirá demonstrar ao investidor sua capacidade de gerar valor. 

Comece com o Pé Direito e saiba diferenciar lucro de caixa

Para não se perder na diferença entre lucro e fluxo de caixa, você precisa de um contador parceiro que apoie sua gestão e se preocupe com o crescimento do seu negócio.

Com a contabilidade online da Comece com o Pé Direito, você recebe todo o suporte para alavancar seu negócio desde o início, além de contar com uma equipe especializada em startups e scale-ups.

Os serviços incluem a abertura da empresa focada no modelo de negócio inovador, apoio da emissão de notas fiscais e boletos, relatórios contábeis completos para análise econômico-financeira e apresentações para sócios e investidores.

Além disso, você ainda pode contratar nossa solução de BPO financeiro, chamada “Financeiro Descomplicado”, e deixar suas finanças nas mãos de especialistas enquanto reduz custos e ganha tempo no negócio.

Entendeu a diferença entre lucro e fluxo de caixa? 

Preparamos uma live especial sobre o assunto:

Agora sim, podemos conversar sobre seus resultados e colocar sua empresa na rota do crescimento. 

Related Posts

Leave a Reply