OKR para startups: como a metodologia ajuda no crescimento

OKR para startups0

O OKR para startups é uma forma ágil e eficiente de gerenciar objetivos.

Não é apenas uma metodologia estrangeira da moda, apesar de ter como origem o Vale do Silício, reconhecido polo de tecnologia nos Estados Unidos.

Ela surgiu da necessidade de simplificar o planejamento estratégico e facilitar o acompanhamento das metas do negócio.

Com um único objetivo e alguns resultados-chave, você consegue gerenciar qualquer área e processo da startup e promover seu crescimento.

Quer ver como o OKR pode mudar sua gestão?

É só continuar lendo este conteúdo e seguir nossas dicas e informações sobre o tema. 

O que é a metodologia OKR?

A metodologia OKR para startups é um modelo de gestão ágil que ajuda empresas inovadoras a alcançar objetivos e monitorar seu desempenho. 

A sigla OKR significa Objective and Key-Results (objetivos e resultados-chave), que são os dois componentes básicos do método. 

O que torna essa abordagem perfeita para startups é o fato de ter sido criada pelo ex-CEO da Intel Andrew Grove e estar por trás do crescimento exponencial do Google. 

Por essa razão, os OKRs ficaram conhecidos como a “fórmula de sucesso” do Google, e até hoje são usados pela empresa para fazer sua gestão estratégica

A grande vantagem da metodologia é sua simplicidade, pois ela foi criada justamente para substituir os métodos complexos e burocráticos da gestão tradicional. 

Em vez de um planejamento estratégico extenso com inúmeros objetivos, metas e ações, cada OKR resume tudo o que a empresa precisa alcançar em um objetivo principal e alguns resultados-chave, como veremos a seguir.

Como funciona a OKR (Objectives and Key Results)

Basicamente, cada OKR é composto por um objetivo (algo que se quer alcançar) e entre 3 e 5 resultados-chave (metas específicas, que são usadas para monitorar o progresso em direção ao objetivo).

O objetivo deve ser descrito em detalhes para mostrar a direção que a empresa deve seguir, enquanto os resultados-chave são metas baseadas em KPIs

Com essa estrutura simples, é possível gerenciar qualquer meta e processo da startup, criando OKRs diversos para cada área.

Por exemplo, vamos supor que o objetivo seja promover uma experiência memorável para o cliente.

Para mensurar o progresso em direção a esse objetivo, você pode usar como referência as principais metas relacionadas, como “automatizar o processo de cobrança recorrente” e “alcançar um índice de satisfação (NPS) de 90%”. 

Dentro do OKR, é importante ter no mínimo 3 metas para cada objetivo, seguindo o formato abaixo:

  • Objetivo (O): criar uma experiência memorável para o cliente
    • KR1: automatizar o processo de cobrança recorrente
    • KR2: alcançar um índice de satisfação (NPS) de 90%
    • KR3: alcançar o tempo médio de resposta de 3 horas. 

Assim, fica muito mais fácil visualizar onde a startup quer chegar e gerenciar cada objetivo da empresa. 

Vantagens do método OKR

O método OKR para startups é um dos mais vantajosos para quem busca uma gestão ágil e inteligente.

Confira os principais benefícios:

  • É flexível e permite ajustar os objetivos e metas a cada projeto e área da empresa
  • Pode ser adaptado rapidamente para acompanhar o ritmo das mudanças
  • Permite que toda a equipe acompanhe facilmente os objetivos e mensure seu progresso
  • Aumenta a produtividade com metas claras e prazos curtos
  • Desperta o engajamento nos colaboradores 
  • Permite que os gestores deem mais autonomia às equipes com a gestão de OKRs.

Exemplos de OKRs para startups

Agora que você conhece o formato dos OKRs para startups, vamos ver alguns exemplos dessa metodologia na prática.

Na área financeira, você pode criar um OKR para reduzir custos.

Veja:

  • Objetivo: reduzir em 10% os custos fixos para dar maior fôlego ao caixa
    • KR1: substituir serviços para cortar despesas bancárias em no mínimo 30%
    • KR2: reduzir em 10% o custo da contabilidade optando por um serviço digital
    • KR3: promover uma campanha de conscientização para reduzir em 20% as contas de consumo do escritório.

No marketing, o OKR pode refletir os objetivos de crescimento da startup.

Acompanhe:

  • Objetivo: aumentar a captação de leads em 30% para o próximo semestre
    • KR1: aumentar a frequência semanal de conteúdos no blog e redes sociais
    • KR2: produzir no mínimo 5 materiais ricos por mês para usar como iscas digitais
    • KR3: aumentar a lista de e-mails para 50 mil contatos.

Como implementar OKRs em startups

Implementar OKRs em startups é um processo simples e que traz resultados efetivos.

Veja como fazer isso, passo a passo.

1. Comece definindo objetivos

Como vimos, o ponto de partida de todo OKR é a definição dos objetivos do negócio.

Como o método será aplicado em toda a gestão, é importante que cada área e equipe fique responsável por levantar seus objetivos.

É importante que eles sejam descritos da forma mais engajante possível para motivar a equipe a persegui-los. 

2. Mapeie os resultados-chave

Outro aspecto que já sabemos é que cada objetivo tem seus resultados-chave dentro da metodologia OKR para startups.

Logo, o próximo passo é reunir a equipe para analisar os principais KPIs de cada área e atribuir metas aos objetivos, no modelo que ensinamos.

3. Organize e compartilhe os OKRs

Escrever os OKRs é apenas a primeira parte do processo de implementação.

Depois de tê-los em mãos, você precisa definir como eles serão organizados e compartilhados dentro da empresa.

É importante que todos tenham acesso fácil aos OKRs e que haja uma representação visual simples e atrativa. 

Para isso, você pode usar os bons e velhos quadros ou plataformas colaborativas para reforçar o uso da tecnologia na startup.

4. Acompanhe o desempenho

Os OKRs são pensados justamente para facilitar o acompanhamento do desempenho de cada objetivo da empresa.

Logo, a gestão deve ser contínua, com atualizações a cada reunião e geração de relatórios de performance para as equipes.

Se você usa métodos ágeis, cada sprint deve ser pautado nos OKRs em ação no momento. 

5. Digitalize seus OKRs

A melhor forma de acompanhar seus OKRs é utilizando um sistema de gestão e Business Intelligence.

Aqui na Comece Com o Pé Direito, por exemplo, nós temos uma solução de BI exclusiva que apresenta dados estratégicos de finanças e contabilidade em dashboards interativos.

Com essa tecnologia, você consegue visualizar o progresso de cada objetivo e tomar decisões com base em dados reais.

Entendeu como implementar o OKR para startups? Se quiser agilizar sua gestão financeira e contábil, já sabe quem procurar.

Related Posts

Leave a Reply