12 polos tecnológicos para ficar de olho em 2021

polos tecnológicos1

Os polos tecnológicos são verdadeiros catalisadores de inovação e merecem sua atenção em 2021. 

Esses grandes centros de startups e scale-ups se multiplicaram pelo mundo e cresceram ainda mais em 2020, mostrando que a economia criativa é o futuro.

Se você quer ter sucesso no empreendedorismo, precisa ficar por dentro das tendências e conhecer melhor essas regiões.

A seguir, vamos explorar os principais polos tecnológicos do Brasil e do mundo.

Continue lendo e faça parte desse universo. 

O que são polos tecnológicos

Os polos tecnológicos são regiões com grande concentração de empresas de tecnologia, startups, laboratórios, universidades de ponta e centros de inovação.

Nesses ambientes, as empresas formam um sistema aberto e interconectado, favorecendo o compartilhamento de informações, a pesquisa e o desenvolvimento de novas tecnologias e soluções. 

São espaços facilmente reconhecidos pelos coworkings, aceleradoras e eventos que reúnem startups e scale-ups.

Basicamente, um polo tecnológico é um berço de negócios inovadores, e seu objetivo é impulsionar o empreendedorismo e contribuir com a competitividade da economia. 

O exemplo mais famoso é o Vale do Silício, na Califórnia, que deu origem às gigantes da tecnologia Apple, Google e Facebook — e segue liderando o ranking global de polos de inovação.

Com o crescimento da economia criativa no mundo todo, os polos tecnológicos vêm se expandindo e mostrando qual será o perfil dos negócios do futuro. 

Por isso é importante ficar de olho nesses grandes centros, se você pretende acompanhar a evolução do mercado e da transformação digital. 

4 maiores pólos tecnológicos do mundo em 2020

A pesquisa Global Tech Hubs Report, publicada em 2019 pela CB Insights, elegeu os 25 maiores pólos tecnológicos do mundo nas categorias “pesos pesados”, “alto crescimento” e “recém-chegados”. 

Confira quais foram os campeões da lista.

1. Vale do Silício

O Vale do Silício (Califórnia/EUA) começou a se formar no início do século 20 e segue invicto na liderança dos maiores polos tecnológicos do mundo.

Segundo a pesquisa da CB Insights, as empresas da região acumularam mais de 140 bilhões de dólares em investimentos e foram fechados mais de 12 mil negócios.

Além disso, o Vale do Silício rendeu 57 novos unicórnios (startups que ultrapassam o valor de mercado de 1 bilhão de dólares).

2. Pequim

A capital da China, Pequim, ficou em segundo lugar no ranking dos maiores polos tecnológicos do mundo.

Segundo a pesquisa, a cidade pode se tornar o polo de inovação global do futuro, pois já alcançou mais de 72 bilhões de dólares em investimentos, mais de 5 mil negócios e 29 unicórnios em 2019. 

3. Nova York

Nova York vem em terceiro lugar e soma mais de 36 bilhões de dólares em captação de investimentos para negócios inovadores.

Além disso, seu polo tecnológico teve 40 megarodadas de investimentos (investimentos acima de R$ 100 milhões) e 13 novos unicórnios desde 2014. 

4. Xangai

Em quarto lugar na lista de pólos tecnológicos, temos outra cidade chinesa: Xangai, conhecida por ser um núcleo financeiro global. 

A cidade captou 23 bilhões de dólares em investimentos para startups e alcançou 11 unicórnios. 

Polos tecnológicos com potencial para 2021

Além dos pólos tecnológicos consolidados, a pesquisa da CB Insights também revelou algumas cidades com alto potencial de crescimento para os próximos anos.

Veja quais são elas.

Tel Aviv

Tel Aviv, a segunda maior cidade de Israel, ganhou destaque pela atratividade para investidores estrangeiros em seu pólo tecnológico.

Ao todo, 71% dos investidores que aplicam dinheiro nas startups da região são de fora do país.

Além disso, a cidade tem grande potencial de destaque por causa de suas empresas de cibersegurança e softwares corporativos. 

Estocolmo

A capital da Suécia, Estocolmo, recebeu o selo de “alto potencial” graças a empresas de sucesso como Spotify e iZettle. 

O pólo tecnológico local acumula mais de 4 bilhões de dólares em investimentos e um aumento de 34% nas rodadas. 

São Paulo

Felizmente, o Brasil também apareceu na lista de maiores pólos tecnológicos do mundo.

A megalópole São Paulo ganhou destaque por receber 61% dos investimentos de estrangeiros e ter alcançado 8 megarodadas de investimentos desde 2014. 

5 polos tecnológicos para ficar de olho no Brasil

O Brasil também tem seus polos tecnológicos e potencial para exportar muitos unicórnios nos próximos anos.

Conheça alguns centros de inovação do nosso país.

1. Porto digital (PE)

Porto Digital é o polo de inovação mais famoso do nordeste brasileiro, localizado em Recife/PE.

Ele abriga mais de 250 empresas e startups ligadas à tecnologia e economia criativa, além de empregar mais de 7 mil pessoas.

Em 2017, foi eleito o melhor parque tecnológico/habit de inovação do Brasil pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

2. Serratec (RJ)

Serratec é o maior parque tecnológico do interior do Estado do Rio de Janeiro, unindo o setor de tecnologia das cidades de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. 

Ao todo, o espaço possui 170 empresas inovadoras e faturamento de R$ 585 milhões anuais, como foco no desenvolvimento de software e projetos de inovação. 

3. Florianópolis (SC)

Florianópolis se destacou em 2020 pela força do setor de inovação e tecnologia, que foi responsável por 14% do PIB da cidade, conforme divulgado na Exame. 

Seu pólo tecnológico conta com mais de 4 mil empresas inovadoras e uma média salarial mais alta do que no restante do país (R$ 4.875,00 contra R$ 2.900,00).  

4. San Pedro Valley (MG)

San Pedro Valley é conhecido como o Vale do Silício de Belo Horizonte/MG.

A comunidade surgiu em 2011 com a união de empreendedores à frente das startups Beved, Deskmetrics, Everwrite e Hotmart.

Hoje, já conta com mais de 200 empresas de tecnologia e inovação, com alto potencial de crescimento.

5. Campinas (SP)

A cidade de Campinas, no interior de São Paulo, se destacou em 2020 pelo crescimento dos seus parques tecnológicos, institutos de pesquisa e incubadoras.

Segundo dados publicados no Uol, a região concentra 30 das 100 maiores empresas de tecnologia do mundo, além do CPQD (Centro de Pesquisa e Inovação em Tecnologias da Informação e Comunicação).

Gostou de conhecer os principais parques tecnológicos do Brasil e do mundo?

Então, continue acompanhando nossos conteúdos para ficar por dentro do universo da inovação.

Leave a Reply